Visão embaçada Cuidado com a catarata

No olho, existe uma estrutura transparente chamada CRISTALINO que se localiza atrás da pupila e funciona como uma lente e está relacionado com o foco e a leitura. Existem condições que podem fazer com que esse cristalino se torne opaco, deixando a visão progressivamente embaçada. Essa é a doença conhecida como catarata.

Existem muitos motivos que podem levar à catarata, que incluem tantos fatores hereditários quanto adquiridos. Entre eles, incluem-se outras doenças oculares, diabetes, tabagismo, alcoolismo, consequências do uso de certos medicamentos ou a trauma ocular. No entanto, é um fato conhecido que a causa mais comum é o avanço da idade, algo conhecido como catarata senil.

Um problema típico de quem sofre com a catarata é que ela dificilmente será diagnosticada a olho nu e nem mesmo é percebida facilmente pelos próprios portadores da catarata nas suas fases iniciais. De qualquer forma, não há muito a ser feito contra a catarata em termos de prevenção, alguns poucos cuidados para retardar o aparecimento da catarata são: não fumar, proteger-se contra a radiação ultravioleta e traumas no olho, controlar o diabetes e evitar o uso de corticóides, mas não é de total garantia.

Quando a catarata começa a apresentar sintomas, os mais perceptíveis incluem:

  • Sensação de visão embaçada;
  • Alteração contínua da refração (grau dos óculos);
  • Maior sensibilidade à luz;
  • Espalhamento dos reflexos ao redor das luzes;
  • Percepção que as cores estão desbotadas.

Embora não possua tratamento, a catarata possui cura conhecida e bastante acessível. Quando a visão já começa a ficar bastante prejudicada, segundo a avaliação médica, é possível realizar a cirurgia de catarata, um procedimento que é comum hoje e, por isso, prático e completamente seguro.

Nessa cirurgia, o médico utiliza a tecnologia do ultrassom, que fragmenta a catarata, possibilitando sua remoção. É uma cirurgia relativamente simples, que utiliza apenas anestesia local. Quando todos os fragmentos da catarata tiverem sido retirados, o cirurgião irá posicionar a lente intraocular (que pode ser acrílica ou polimetilmetacrilato) na cápsula do cristalino.

Não é preciso sofrer por causa da catarata. Para saber mais sobre essa doença, entre em contato com o Dr. Edson Iramina e agende sua consulta.


Posted in Sem categoria


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *