Blefarite x Conjuntivite

Algumas pessoas confundem a blefarite com outra doença mais conhecida, a conjuntivite. A razão é simples: as duas doenças compartilham a característica de serem doenças inflamatórias do olho, além de terem como sintoma comum e evidente os olhos vermelhos. No entanto, tratam-se de doenças distintas, que precisam ser entendidas para que possam ser melhor tratadas.

A inflamação da conjuntivite ocorre na conjuntiva, que é uma membrana fina que reveste  a parte branca do nosso globo ocular. Existem algumas variedades dessa doença, que podem ser alérgicas, que costuma aparecer devido ao tempo seco e pelo contato com ácaros, ou virais ou bacterianas, ou seja, uma infecção desses microorganismos.

A conjuntivite provoca coceira intensa, pálpebras inchadas, vermelhidão e lacrimejamento e, frequentemente, está associada à rinite ou asma, no caso das alérgicas. É uma doença que pode provocar complicações sérias, mas cujo tratamento é comum e bastante conhecido. É preciso diferenciar os tipos de conjuntivite para poder tratar corretamente.

A blefarite é uma inflamação frequente do bordo das pálpebras, que geralmente, está relacionada com a colonização das pálpebras por bactérias da flora normal da pele. Esta colonização pode sair de controle quando há aumento de oleosidade dessa região, devido à disfunção de glândulas que existem ali.

Na blefarite, a inflamação pode ser de origem infeciosa ou tóxica. Pode ser bilateral, simétrica e, normalmente, está associada a alterações secundárias da superfície ocular externa. A inflamação na pálpebra, a caspa na base das pestanas, a dor nos olhos, os olhos vermelhos e o “comichão” ou ardor nos olhos são alguns dos sinais e sintomas mais frequentes.

Como dissemos, são doenças comuns e tratáveis, mas que precisam ser identificadas o mais cedo possível para que possam ser tratadas. Embora exista cura e tratamento simples para ambas, se elas progredirem podem causar danos sérios à visão. Portanto, no caso de qualquer condição anormal dos olhos, o ideal é visitar um oftalmologista o quanto antes.

O Dr. Edson Iramina está pronto para atendê-lo. Entre em contato e agende sua consulta.


Posted in Sem categoria


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *