Olho seco e seu estilo de vida

Existem situações em nosso dia a dia que podem fazer com que tenhamos a Síndrome do Olho Seco, e sem que isso esteja relacionado diretamente à problemas oculares ou doenças nos olhos. Muitos desses fatores estão ligados, na verdade, a certos hábitos e rotinas, alguns que estão sob nosso controle, outros nem tanto.

A poluição, o excesso de exposição ao sol, o vento, a exposição ao ar condicionado ou ambientes que de alguma forma tornem o ar mais seco, facilitam no processo de evaporação das lágrimas.

Entretanto, alguns hábitos cotidianos, como ver televisão por longos períodos ou a utilização frequente de computador, celulares, tablets e outros dispositivos digitais, quando acontecem com frequência ou mesmo continuamente, podem fazer com que nossos olhos fiquem secos.

A síndrome do olho seco pode ser definida como uma diminuição problemática na lubrificação feita nos olhos através do processo de produção de lágrimas. Um olho nessas condições irá apresentar características como vermelhidão nos olhos, irritação e sensação de que existe um corpo estranho no olho como um cisco ou pequenas partículas de poeira.

O olho seco pode ocorrer em pessoas de ambos os sexos e em qualquer idade, embora o sexo feminino seja o mais afetado devido à variação hormonal após os 50 anos de idade. Existem também, às vezes, relação com alguns tipos de Reumatismos. Felizmente, existem muitas formas de diminuir ou mesmo solucionar o olho seco provocado por maus hábitos. Entre os principais conselhos, incluem-se:

  • Piscar os olhos mais vezes durante do dia ou sempre que lembrar;
  • Evitar ficar exposto ao vento, ar condicionado ou ventiladores, sempre que possível;
  • Utilizar óculos de sol quando sair no sol, para proteger os olhos dos raios solares;
  • Comer alimentos ricos em ômega 3, como salmão, atum ou sardinha, ou até suplementação alimentar dessa substância.
  • Beber 2 litros de água por dia para manter a hidratação;
  • Fazer uma pausa a cada 40 minutos quando se utiliza o computador ou se vê televisão;
  • Colocar uma compressa de água morna sobre o olho fechado;
  • Utilizar um umidificador dentro de casa, especialmente no inverno.
  • Uso de colírios lubrificantes.

Em caso de maiores dúvidas, procure um especialista. Entre em contato com o Dr. Edson Iramina e agende sua consulta.

 


Posted in Sem categoria


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *