Cirurgia de Glaucoma

Existem situações em que a pressão ocular que provoca o glaucoma não seja solucionada apenas com o tratamento medicamentoso. Existem diversos motivos para isso, desde o medicamento não atuando como o esperado ou a ocorrência de casos muito graves da doença. Nessas circunstâncias, opta-se pela intervenção cirúrgica.

A cirurgia do glaucoma tem como função diminuir a pressão intraocular provocada pela quantidade excessiva do humor aquoso. Essa pressão pode provocar lesões no nervo ótico e, como consequência, comprometimento visual. Se não for tratado adequadamente, pode ter como consequência até mesmo a cegueira.

A primeira alternativa é sempre o uso de colírios, uma alternativa menos invasiva que a cirurgia. Quando necessária, a cirurgia é eficiente. Um dos principais problemas relacionados ao glaucoma é que se trata de uma doença sem cura. Ou seja, seu tratamento precisa ser constante. Existem alguns tipos de cirurgia e baseado nos dados clínicos da doença, estágio e evolução é escolhido qual o melhor procedimento para manter a doença sob controle. Exemplos: Implante de MIGS, Trabeculectomia, Implante valvulares, etc.

Muitas pessoas sentem receio de realizar esse tipo de procedimento cirúrgico nos olhos, mas se necessário: os procedimentos contemporâneos são muito eficientes. A cirurgia de glaucoma é feita com anestesia local e não exige internação. Ou seja, o paciente pode ir para casa logo após o procedimento.

Não dê chance para o glaucoma. Realize exames preventivos e comece o tratamento agora. Entre em contato com o Oftalmologista e agende sua consulta de Rotina para Avaliar a pressão intraocular.

 


Posted in Sem categoria


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *