O que é diplopia?

Os termos “visão dupla” ou “duplicada”, “dupla imagem”, “dupla visão”, “ver duas imagens”, “imagens fantasmas”, “imagem repetida” ou “imagens com dupla visão” são os termos mais frequentemente utilizados pelos doentes para se referirem à diplopia.

O que é a visão dupla?

Os olhos humanos são compostos por diversas partes, cada uma com uma função específica. Para que se consiga enxergar as imagens ao redor, os olhos precisam captar a luz, converter os sinais luminosos em sinais nervosos, para que o cérebro os interprete.

Quando algo está em desequilíbrio, logo sente-se diferenças na forma de enxergar o mundo. Como os dois olhos precisam enviar sinais idênticos e coordenados para o cérebro, se um deles apresentar problemas, a informação é processada de forma errada.

Na visão dupla, ou diplopia, é isso que acontece. Quando os olhos não percebem a luminosidade da mesma maneira, ou não estão alinhados corretamente, a pessoa pode enxergar um mesmo objeto como se fossem dois. Esse problema acontece porque o indivíduo não consegue fundir com perfeição as imagens captadas pelos olhos.

Sintomas

A visão dupla se caracteriza, principalmente, pelo fato de o indivíduo focar em um objeto e enxergá-lo como se fossem dois. Ele aparece replicado ou então como se tivesse uma sombra.

Outros sintomas podem se manifestar, como:

  • Visão embaçada ou turva;
  • Dor nos olhos;
  • Olhos desalinhados;
  • Fotofobia;
  • Ardência ocular;
  • Exoftalmia ou proptose (olhos salientes).

Quais são os tipos de visão dupla existem?

Visão dupla monocular

Neste caso um dos olhos é afetado. Quando o olho saudável está fechado, a pessoa continua enxergando duas imagens, mesmo voltando a visão para frente ou para os lados.

Visão dupla binocular

Neste caso, a visão dupla desaparece quando um dos olhos está fechado, não importando se trata do direito ou do esquerdo. Nesse caso, ela pode estar relacionada com o desalinhamento dos olhos ou com problemas mais graves que possam afetar o nervo ocular, como a esclerose múltipla ou aneurismas.

Causas

A diplopia pode ser causada por vários fatores:

  • Astigmatismo;
  • Ceratocone;
  • Catarata;
  • Diabetes;
  • Miastenia Gravis;
  • Lente deslocada;
  • Olho seco;
  • Problemas na retina.

Diagnóstico

O diagnóstico é realizado por um profissional especializado que faz avaliação clínica detalhada através de exames específicos, que podem variar de acordo com cada caso como, por exemplo:

  • Avaliação da Acuidade Visual – identificação de letras, o exame de rotina;
  • Observação da movimentação ocular durante a leitura das letras;
  • Exame ortóptico para análise da musculatura;
  • Avaliação da motilidade ocular;
  • Exame com o oftalmoscópio para avaliação da retina e do cristalino.

Tratamento

A visão dupla tem tratamento e o paciente poderá voltar a enxergar as imagens normalmente. No entanto, é fundamental o acompanhamento do especialista para que ele possa diagnosticar o problema com precisão e suas causas, para adotar o melhor tratamento.

Pode requerer lentes corretivas, cirurgia ou então o tratamento com outros especialistas.

Se você sofre com este problema, entre em contato com o Dr. Edson Iramina e agende uma consulta para melhorar a sua visão.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *