Cirurgia refrativa a laser riscos

A cirurgia refrativa a laser é uma das melhores maneiras de corrigir problemas oculares como miopia, astigmatismo ou hipermetropia. Com o avanço da tecnologia, esses procedimentos se tornaram tão seguros que um paciente pode realizá-los e voltar para casa logo após a cirurgia.

Entretanto, nem sempre nossos corpos se comportam da maneira esperada. Isso significa que mesmo um procedimento feito com um profissional qualificado e equipamentos de alta tecnologia não é completamente sem riscos.

Entre alguns dos principais incluem-se:

  • Problemas intraoperatórios: Muito raramente podem acontecer problemas durante a confecção do flap na cirurgia chamada LASIK realizada tanto com Microcerátomo quanto com Femtosecond Laser. Se ocorrer algum problema o cirurgião abortará a cirurgia e irá esperar a recuperação da córnea para marcar o procedimento novamente.
  • Grau residual: Algumas vezes, após a cirurgia, pode-se notar que ficou algum grau residual do antigo problema, exigindo que o paciente continue usando lentes corretivas. Não existe razão definida para isso – o corpo apenas reage dessa forma. Por isso, há sim chances de a cirurgia não ser completamente bem-sucedida, mesmo sendo bem executada; se for possível, pode ser que o paciente tenha que passar pelo procedimento novamente, chamado retoque.
  • Cicatrização: Cada indivíduo reage de uma maneira na recuperação da cirurgia, inclusive isso ocorre no processo de cicatrização, isso interfere no tempo que o paciente irá demorar para enxergar com perfeição.
  • Infecção: Em toda a cirurgia existe um risco de infecção, mas se o paciente pingar corretamente os colírios no pós-operatório, as chances serão mínimas.
  • Traumas externos: Embora o paciente possa sair andando da Clínica, é necessário um tempo de cicatrização e acomodação da cirurgia. Os olhos são sensíveis, e pode haver problemas mesmo com impactos indiretos, que costumam acontecer bastante em ambientes com muita aglomeração ou quando o paciente corre riscos desnecessários. Mantenha em mente que os efeitos da cirurgia se estendem após ela, e é preciso a colaboração do paciente;
  • Efeitos da cirurgia: O próprio processo de cicatrização pode ser diferente para cada paciente, cada um irá experimentar efeitos distintos, como lacrimejamento, ardência, dor, halos na visão, olho seco, opacidade na visão, entre outros. São consequências normais da adaptação do olho, e a imensa maioria simplesmente desaparece com o tempo. Entretanto, em caso de dúvidas, consulte seu oftalmologista para que ele possa tranquilizá-lo.

É importante entender como a cirurgia refrativa a laser funciona, para que o paciente esteja ciente e tranquilo no momento de realizá-la. Para isso, você precisa de um especialista honesto e de confiança. Quer saber mais sobre cirurgia refrativa a laser? Entre em contato com o Dr. Edson Iramina, Oftalmologista.


Posted in Sem categoria


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *